Andarilho das épocas

Às vezes encontro por ai um velho
Que andou por várias civilizações.
Um olhar sulcado pelos séculos,
A pele cozida pelo sol do Cairo
Onde cultivou as terras do Faraó,
Quando ainda não tinha as cicatrizes
Deixadas por espadas romanas,
Ocasião em que defendeu a velha Gália
Antes de tombar de joelhos,
Por aquilo que acreditou
Ser sua missão, seu legado…
Um velho,
Apenas um velho,
Que nesse vai e vem
Já não sabe mais quem é

Muito menos quer saber quem foi…

Anúncios

Olá! Obrigado pela visita.

%d blogueiros gostam disto: