Pensamentos e reflexões de Davi Roballo e outros autores

Como ajudar alguém com tristeza nesta época natalícia

Scroll down to content
Spread the love

natal.jpg

Esta é a época do ano em que o sofrimento tende a assobiar mais alto. Outras épocas do ano, o sofrimento é mais sublime, mas este mês, os enlutados estão profundamente conscientes da presença do sofrimento. O seu amado não está aqui, e os enlutados tendem a reter a respiração através das tarefas comuns de assar, fazer compras e comer com os outros.

A escuridão do sofrimento não é tão fraca, e há um silêncio que dominou os enlutados. Não é fácil falar sobre aqueles que não estão mais conosco. E quando se trata de falar sobre o passado, poucos se atrevem a sussurrar o nome do falecido.

No entanto, para os enlutados, um dos maiores presentes que você pode dar é mencionar o nome de seu ente querido. Afinal, o nome é a única coisa que é exclusivamente sua. Certamente outros podem compartilhar o nome, mas o nome deles pertence. Dizer que seu nome pode trazer lágrimas, mas é também porque você era corajoso o suficiente para encontrá-los em sua mais profunda necessidade. As chances são de que seu coração estará batendo, e o deles também será, mas espere e escute.

Ouça o que vem depois. As chances são de que haverá uma história. Um simples, porém pungente, que você carregará com você e lhe dará um vislumbre de seu passado. Um passado cheio de alegria até a tristeza entrar. E porque você ousou ser aquele que não teve piedade dos enlutados, mas teve tempo de segurá-los e ouvir, você também não será esquecido.

E suponho que haverá pausas estranhas e, talvez, um silêncio solene, mas você terá preenchido uma parte do vazio de uma pessoa, de uma maneira que poucos podem e vão fazer. Não se preocupe em ensaiar um script ou dizer algo criativo. Simplesmente mencionando o nome de seus amados e dizendo: “Eu lembro” é suficiente. E ao falar essas palavras, “lembro de Vera”, ou “Lembro de Flávio”, sua voz pode agitar, mas lembre-se de que há uma coisa que você acabou de fazer: você se lembrou.

Quando as pessoas me perguntam o que dizer aos enlutados ou o que eles podem fazer, eu lembro de falar o nome dos entes queridos dos enlutados. Parece tão comum; no entanto, muitas vezes é a coisa mais notável que você pode fazer.

Para aqueles que são espiritualistas e têm uma habilidade para consolar, sempre é bom lembrar as coisas boas e as lembranças salutares das pessoas que já foram, pois assim a dor diminui e esse se torna um momento sagrado. Um momento que você não esquecerá, e você saberá que não há nada parecido. Você suavizou sua dor e encheu um vazio.

Kristin Meekhof  \ Tradução Davi Roballo

Publicado em: https://www.psychologytoday.com/blog/widows-guide-healing/201712/how-help-someone-in-grief-holiday-season

%d blogueiros gostam disto: