Ditames da inconsciência

               
Todo poder de um homem
Está calcado em uma ilusão
De que na função de macho
Levado pelos ditames biológicos
Ao invadir o corpo da mulher
E ali deixar sua semente,
Passe a ter o direito de possuir
Também sua alma;
Nisso está a origem
Da falsa supremacia masculina.
A mulher, por sua vez
Nutre e carrega a semente germinada
E um dia dá a luz a uma criança,
Que esteve alojada em seu ventre;
Então passa a sentir uma solidão silenciosa
A nadar no vazio que agora é seu corpo
A espera que o homem a preencha,
E assim, ele se sinta poderoso

E ela completa e protegida…

Anúncios

Olá! Obrigado pela visita.

%d blogueiros gostam disto: