Escravos inconscientes

Scroll down to content
Calma é o que pede a alma;
Pressa é o que pede o Mundo
Na angústia e desespero
Ante as horas…
Estamos tomados pela pressa,
Mergulhados na contradição
De não desejar tão cedo a morte
Enquanto corremos
Em direção a ela…
Consuma, consuma
Apela em cada esquina
A ambição que salta
De nossos olhos
Ao querer preencher
O que não pode ser preenchido…
Calma! suplica a alma,
Presa! exige o Mundo,
Olhe para si! diz a alma,
Conquiste-me! diz o Mundo.
Assim vamos sem conduzir
A própria vida,
Enquanto o Mundo
Vai conduzindo-nos rapidamente
Em direção à morte silenciosa,
Na marcha dos que não vivem,
Não são livres,
Apenas escravos do consumo…
Anúncios

Olá! Obrigado pela visita.

%d blogueiros gostam disto: