Fora de órbita

Dizem que vivo com a cabeça na lua,
Ainda bem!
Se estivesse na Terra já a teria perdido
Colonizada pela cabeça de outros,
E por bons serviços prestados
À sociedade imbecilizada
Já teria ganhado um troféu de bobo
E todos me saudariam nas ruas
Em efusivos brados:
Palmas para ele
Pois ai vai
O herói do povo!
Anúncios

Olá! Obrigado pela visita.

%d blogueiros gostam disto: