Pessoas especiais

Scroll down to content
Às vezes chego a pensar
Que as pessoas próximas não morrem,
Simplesmente saem da vida
Para habitar n’algum canto de nossa mente,
Pois no balanço da saudade
Amarrado no pé de lembranças,
Embalam-se,
Riem e choram,
Até nossos animais de estimação
Correm de um lado a outro,
Pois nesse canto cabe o mundo,
Cabe do universo a imensidão
Sem longe nem perto,
Esse canto é vizinho do coração.
Anúncios

Olá! Obrigado pela visita.

%d blogueiros gostam disto: