Sementes e raízes

Scroll down to content
Que triste é sina de uma árvore
Fixada e presa ao chão,
Desde que a semente apegou-se a terra
Convicta de que lhe pertencia
E cada vez que o vento beija-lhe as folhas
Quer ir passear,
Quer conhecer outros espaços,
Mas está presa rente ao chão
Cumprindo os desígnios da semente.
A árvore quer sair,
Quer se libertar
E a cada tentativa mais profundamente
As raízes mergulham na terra
E o vento que conhece todos os cantos
Faz-se tempestade,
Pois quer apresentar o que conhece a árvore
E a arranca da terra,
Mas antes que a árvore se dê por conta
Está fora do solo com as raízes expostas,
Não irá a nenhum lugar,
Nada será sem suas raízes mergulhadas na terra,
Não produzirá mais semente,
Sombra e nem frutos.
Triste são as árvores
Que não se movem como gente,
Mais triste ainda são os homens
Que se movendo, vivem como árvores…
Anúncios

Olá! Obrigado pela visita.

%d blogueiros gostam disto: