Pensamentos e reflexões de Davi Roballo e outros autores

Um brinco de pena

Scroll down to content
Spread the love
Tu és aquela
Que encontrei em meus caminhos,
És aquela que paralisou meu olhar
Assim que encontrei teus olhos
E os trouxe junto aos meus.
Lembro que ficamos extáticos por segundos,
Momentos que pareceram uma eternidade;
Assim foi que nos conhecemos
Ou talvez nos reencontramos,
Pois parecia que nos conhecíamos,
Desde há muito.
Foi naquele sábado, fim de tarde
Que nunca mais esquecemos,
Tu de jeans e camiseta branca,
Cabelo curto e um único brinco de pena
Cor vermelha que pendia na orelha esquerda
E balançava com o vento,
E desde então, como casais nada perfeitos,
Brigamos, amamos
Mas não separamos…
Passados mais de dez anos
Teu sorriso continua encantador,
Mas, não usas mais teu brinco de pena
E teu cabelo cresceu,
O tempo passou,
Muita coisa mudou,
Crescemos juntos, realizamos sonhos
Como se fossemos um só sonhador,
Andamos pelo mundo,
Salgamos a pele no mar
E como se aventura pouca
Não nos basta, um dia qualquer
Fomos a Minas Gerais e escalamos
Os paredões da Serra da Canastra.
Fizemos tanta coisa juntos,
Mas não sai de minha cabeça:
A lembrança do brinco de pena
A balançar com o vento
Enquanto tu desenhavas

Um sorriso doce em tua boca…

Olá! Obrigado pela visita.

%d blogueiros gostam disto: